Arquivos do Blog

CANCELADO – Fomento à Periferia 2017

04/08/2017 – INFORME: TCM SUSPENDE EDITAL DE FOMENTO À PERIFERIA SMC está tomando as providências para sanar todas as dúvidas e reabrir o edital com a maior brevidade possível

A Secretaria Municipal de Cultura (SMC) informa que recebeu hoje a solicitação de esclarecimentos do Tribunal de Contas do Município (TCM) acerca do Edital de Fomento à Periferia, publicado em 12 de julho no Diário Oficial da Cidade de São Paulo, com inscrições no período de 17 de julho a 18 de agosto. Esta solicitação suspende o recebimento de inscrições.

Lamentamos o ocorrido, mas esclarecemos aos interessados em inscrever seus projetos que já estamos tomando todas as providências para sanar todas as dúvidas do TCM para podermos reabrir o edital com a maior brevidade possível.

Por esse motivo, também cancelaremos os encontros de divulgação e formação para inscrição.

 

FOMENTO A PERIFERIA CANCELADO

 

Fonte: Secretaria Municipal de Cultura (SP)

 

Anúncios

Corte da Terceira Idade do Carnaval de Rua SP e Show do Trio Los Angeles agitam a folia de rua.

Oficialmente o carnaval acabou, mas ainda tem muito bloco se despedindo da folia de rua neste domingo,05/03.

De acordo com a Secretaria Municipal de Cultura, entre os dias 3 e 5 de março, o Carnaval de Rua de São Paulo contará com 82 blocos desfilando em diversas regiões da cidade, é o que chamamos de pós-carnaval.

E por falar em folia, para todos os gostos e públicos, vale lembrar a segunda edição do Bloco Itaquerendo Folia, na região de Itaquera, zona leste de São Paulo, que aconteceu no dia 28/02, com a presença de muitas crianças, famílias, membros da terceira idade…

Na ocasião foi empossada a Corte da Terceira Idade do Carnaval de Rua SP  – Itaquerendo Folia 2017 (composto por Rei e Rainha da Folia).

itaquerendo_folia_30

Mauro Francisco, 65 anos, e Vera Lucia, 64 anos, casados, moradores da região de Itaquera, estão no mundo da folia (carnaval) há mais de 40 anos e são, hoje, vermelho e branco de coração (Escola de Samba Leandro de Itaquera) e J. Ivo Brasil (Coordenador Geral do Bloco Itaquerendo Folia e mentor da Corte da Terceira Idade do Carnaval de Rua SP – Itaquerendo Folia 2017 (composto por Rei e Rainha da Folia)

Quem também veio animar a festar e dar muitos autógrafos aos antigos e novos fás foi o Trio Los Angeles, que contagiou a todos com sua energia e simpatia.

ITAQUERENDO_FOLIA_016.jpg

Outra atração (acabou sendo), foi o serviço prestado pela BARONG, através de seu ambulatório móvel, que ofereceu gratuitamente a realização de testes de Hepatite B e C, além de HIV.

ITAQUERENDO_FOLIA_BARONG_01.JPG

Uma pena que a chuva atrapalhou a continuidade da festa, pois o show do DueRoma não aconteceu, entretanto tudo correu de forma satisfatória e ano que vem tem muito mais.

Veja a galeria

Itaquerendo tem Rei e Rainha da Folia da Terceira Idade!

O Carnaval de Rua de São Paulo tem crescido, atraindo públicos diversos, e com características próprias.

De acordo com a Secretaria Especial de Comunicação (Secretaria Municipal de Cultura), a folia começou, oficialmente, no dia 17 de fevereiro e vai até 5 de março em várias regiões da cidade. Serão 391 blocos em 2017 (28% a mais que em 2016).

Dentre esses blocos está o Itaquerendo Folia, da zona leste – Itaquera, que desfila pelo segundo ano na terça-feira de carnaval (28/02) prestando homenagem aos 35 anos de carreira do Trio Los Angeles e que, segundo seu Coordenador, o jornalista e carnavalesco J. Ivo Brasil, a partir desse ano a folia passa a ser também dos membros da terceira idade.

‘Em São Paulo, de acordo com informações do Fundo Estadual do Idoso, a população idosa, em 2014, já representava 12,9% de todos os habitantes do Estado (SP). E esse novo perfil populacional pede ações integradas para garantir o envelhecimento ativo do idoso e fortalecer sua importância na sociedade (ainda de acordo com o Fundo), justifica o coordenador.

Portanto, pensando em fortalecer a importância desse público para a sociedade, é que foi tomada a decisão de escolher um Rei e uma Rainha da Folia da Terceira Idade para o Bloco Itaquerendo Folia.

vera_mauro

Mauro Francisco, 65 anos, e Vera Lucia, 64 anos, casados, moradores da região de Itaquera, estão no mundo da folia (carnaval) há mais de 40 anos e são, hoje, vermelho e branco de coração (Escola de Samba Leandro de Itaquera).

O casal terá seu reinado sacramentado no dia do cortejo do bloco (28/02), onde receberão suas faixas e vão cair na folia, como no ano anterior.

flyer itaquerendo.jpg

12ª VIRADA CULTURAL. Artistas e produtores podem se inscrever até 2 de março.

viradacultural2016

A Virada Cultural, um dos maiores eventos de rua do mundo, recebe até o dia 2 de março/2016 as propostas de projetos artísticos e culturais de interessados em participar da sua 12ª edição. Neste ano, o evento será realizado entre os dias 21 e 22 de maio.

O objetivo desse chamamento é ampliar ainda mais a diversidade das atividades da Virada Cultural, uma das características mais marcantes do evento. Serão analisadas propostas de qualquer área cultural, como dança, circo, cinema, teatro, artes visuais, gastronomia, espetáculo infantil, cultura popular e artistas de rua, direcionadas para públicos de todas as idades.

Os interessados podem se inscrever por meio de um formulário específico da Secretaria Municipal de Cultura, que pode ser acessado aqui (não serão aceitos projetos enviados por e-mail nem entrega de materiais pessoalmente e somente os proponentes dos projetos selecionados serão contatados pela organização do evento).

A Virada Cultural é promovida pela Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, com apoio e adesão de outros parceiros institucionais. Ao longo de sua história, o evento aliou programação diversificada, de qualidade e com acesso gratuito a toda a população.

 Acesse o formulário de inscrição:

Formulário de envio de projetos artísticos e culturais (artistas e produtores)

 

Fonte: http://www.capital.sp.gov.br/portal/noticia/9533

 

Paulistanos vão eleger novos representantes do Conselho Participativo Municipal.

O processo eleitoral para o período 2016-2018 acontece nas 32 subprefeituras da cidade. Serão eleitos 1162 conselheiros, com mandato a partir de janeiro de 2016. Eleição em 06 de dezembro de 2016.

LOGOCONSELHOMUNICIPALPARTICIPATIVO

Os candidatos serão eleitos por voto direto e não obrigatório para todas as pessoas com mais de 16 anos e portadoras de título de eleitor da capital. Os eleitores também poderão votar com um documento de identificação com foto expedido por órgão público. Os eleitores poderão votar em até cinco conselheiros, sendo que a escolha poderá ser feita em candidatos de diferentes regiões.

O Conselho Participativo Municipal é um organismo autônomo da sociedade civil, reconhecido pela Prefeitura de São Paulo como instância de representação popular de cada uma das 32 subprefeituras da cidade. Os conselheiros eleitos exercem o direito de fiscalizar e acompanhar as ações e gastos públicos de cada subprefeitura e das secretarias, como também representar demandas, necessidades e prioridades da população na área de sua abrangência.

Os imigrantes também terão uma cadeira garantida em cada uma das 32 subprefeituras de cidade. Os eleitores imigrantes também votarão no dia 6 de dezembro, com o local de votação restrito as subprefeituras de cada um dos 32 distritos.

“A população, por intermédio do conselho, acompanha, fiscaliza e principalmente ajuda na escolha dos investimentos públicos. É a forma mais democrática de aplicarmos os recursos da Prefeitura, com o local sendo apontado após uma ampla participação popular”, ressalta José Américo Dias – Secretário Municipal de Relações Governamentais.

LOCAIS DE VOTAÇÃO – O local de votação é diferente das eleições majoritárias e proporcionais organizadas pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo.

CLIQUE aqui para consultar os locais de votação.

CONFIRA aqui a lista de candidatos.

Fonte: Prefeitura de São Paulo.

ELEICAO_CONSELHO_PARTICIPATIVO_MUNICIPAL

Já pagou por sua sacolinha hoje?

E a novela da sacolinha continua. Dessa vez a Prefeitura de São Paulo, através de seu governante, entra com pedido de justiça nessa quarta, 29/04/2015, e com uma ação contra a Associação Paulista de Supermercados (Apas), para impedir que os estabelecimentos cobrem pelas sacolinhas plásticas. Mesmo porque a  lei das sacolas plásticas, que entrou em vigor no dia 5 abril, estabelece a substituição das sacolinhas antigas, derivadas de petróleo, por sacolas novas, de material reciclável, mas a lei não fala sobre a cobrança pela embalagem (ou fala?).

Foto: divulgação/internet

Foto: divulgação/internet

 “A cobrança do material pode gerar um sentimento de antipatia por parte do consumidor, desestimulando a adoção de um comportamento ecologicamente consciente. Assim como antes os supermercados arcavam com o custo das sacolas plásticas, o princípio do poluidor-pagador prevê que o custo das medidas tomadas pelo Poder Público para assegurar a preservação do ambiente pode ser suportado pelos estabelecimentos. Ao responsabilizar diretamente o poluidor pela reparação dos danos causados, a medida alivia o fardo econômico que a poluição coloca sobre os entes públicos e a sociedade”, diz nota da Prefeitura.

Ainda, de acordo com nota divulgada pela Prefeitura de São Paulo, os supermercados devem contribuir com a Política Nacional do Meio Ambiente, conforme a lei 6.938/81 e fornecer alternativas que estimulem o uso das sacolas recicláveis.

O negócio é voltar a usar a velha e boa sacola de feira (quem é mais velho sabe do que estou falando quem é novo e não sabe vai procurar saber), afinal de contas de 0,08 (oito) centavos em 0,08 (oito) centavos a bolsinha de moedas enche o “papo”. Vamos aguardar pra ver onde essa novela vai parar.

Virada Cultural recebe projetos artísticos, culturais e adesões para a edição 2015

11091430_606121099488581_1738334844814549130_n

Chamamento público recebe propostas de interessados em se apresentar durante o evento que acontecerá nos dias 20 e 21 de junho de 2015; instituições e outros espaços da cidade podem também podem aderir ao evento com suas respectivas programações

O maior evento de rua de São Paulo, a Virada Cultural, está recebendo propostas de projetos artísticos e culturais para integrar a sua 11ª edição, marcada para os dias 20 e 21 de junho de 2015. Por meio de um formulário específico, poderão ser enviados projetos que serão analisados pela comissão curadora.  Não serão aceitos projetos enviados por e-mail e nem entrega de materiais pessoalmente. As propostas podem ser enviadas até o dia 27 de abril.

Serão analisadas propostas de quaisquer áreas da cultura: dança circo, cinema, teatro, artes visuais, gastronomia, espetáculo infantil, artistas de rua etc., direcionadas para públicos de todas as idades. Somente os proponentes dos projetos selecionados serão contatados pela organização do evento.

O objetivo deste chamamento é ampliar ainda mais a pluralidade da Virada Cultural, sendo esta uma das características mais marcantes deste evento, que chega a sua 11ª edição neste ano.
No mesmo período, instituições, espaços culturais, restaurantes, eventos ao ar livre e outros promotores de atividades no fim de semana da Virada Cultural podem aderir ao evento por meio de outro formulário. As atividades cadastradas como adesão estarão disponíveis para consulta no site oficial do evento e serão identificadas como tal, sendo de total responsabilidade do promotor.

A Virada Cultural é promovida pela Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, com apoio e adesão de outros parceiros institucionais.

Ao longo de sua história, a Virada Cultural aliou programação diversificada, de qualidade, com acesso gratuito a toda a população.

Acesse os formulários:

•    Formulário de envio de projetos artísticos e culturais (artistas e produtores)
•    Formulário de Adesão (estabelecimentos comerciais)

 Fonte: http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/cultura/noticias/?p=17665

11ª VIRADA CULTURAL DE SÃO PAULO TEM DATA DEFINIDA

virada2015

As datas foram definidas. Agora é aguardar a programação.

Fonte:http://viradacultural.prefeitura.sp.gov.br/2015/

Cadastramento de Blocos e Cordões Carnavalescos – 2015

O Carnaval de rua se mostrou uma potente força de folia neste ano de 2014; mobilizou (e agitou) multidões, movimentou o comércio e principalmente: atraiu um público novo, com sede de festa. Porém, o palco deste carnaval, a cidade de São Paulo, pecou um ponto quanto á infra estrutura e por este motivo a prefeitura passou a tomar medidas para tentar acomodar a todos de forma que a festa não acabe.

Com o objetivo maior de organizar o Carnaval de Rua de São Paulo a Prefeitura de São Paulo recebeu representantes de grupos carnavalescos para diálogos sobre a formatação de uma política pública para a celebração na cidade de São Paulo ao longo dos anos de 2013 e 2014.

Em setembro deste ano, foi realizado o 2º Seminário de Carnaval de Rua, que aconteceu no Centro Cultural São Paulo e trouxe experiências de vários locais do Brasil e do mundo, o que irá auxiliar a Prefeitura de São Paulo a aprimorar ainda mais a festa. Ainda neste ano, serão publicadas modificações ao decreto que regulamenta o Carnaval de Rua na cidade.

Agora, chegou a hora de iniciar uma nova etapa de organização do Carnaval de Rua! De 17 de outubro a 17 de novembro, a Prefeitura de São Paulo recebe, por meio deste formulário, o cadastramento de manifestações carnavalescas interessadas em receber apoio municipal na organização do seu Carnaval.

O cadastro é voluntário e gratuito. Os blocos que preencherem o formulário poderão ser incluídos no programa de benefícios, considerando as dimensões e a necessidades, a partir de uma análise global de todas as demandas. As Subprefeituras poderão acomodar, em conjunto com a Secretaria Municipal de Cultura, as demandas de cada bloco, conforme distribuição de público e características de cada local, bem como organizar a agenda do Carnaval de Rua, tendo em vista os locais e trajetos indicados.

O objetivo é planejar a oferta de serviços de infraestrutura e mobilidade como fechamento de vias e desvio do trânsito, disponibilidade de banheiros químicos, cadastramento de ambulantes, ambulâncias, serviços de limpeza das ruas etc., que farão parte de um caderno de contrapartidas para possíveis apoiadores do evento, a ser divulgado no final de outubro.

IMPORTANTE: As demandas cadastradas serão avaliadas e a possibilidade de atendimento será estudada após o término do cadastramento, quando serão compatibilizadas as demandas de cada bloco com a infraestrutura disponível.

Fonte: Secretaria Municipal da Cultura

http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/cultura/noticias/?p=16442

CARNAVAL 2014 – Prefeito de São Paulo abre diálogo com a Liga das Escolas de Samba

532044_154010444768272_281263520_n

O prefeito Fernando Haddad recebeu na terça-feira (9/4/13), em seu gabinete, o presidente da Liga das Escolas de Samba de São Paulo, Paulo Sérgio Ferreira e outros representantes. Na ocasião, o prefeito pediu a criação de uma legislação específica para o Carnaval na cidade de São Paulo.

“O Carnaval deve ter procedimentos legais de maneira geral, abrangendo as escolas e blocos de rua. Por isso é necessária a criação de uma legislação para acabar com a “marginalidade” existente. Nós precisamos conhecer todas as necessidades das escolas e criar uma regulamentação inteira em cima do que já existe, e assim enviarmos para aprovação dos vereadores na Câmara Municipal” afirmou o prefeito.

Durante a reunião foram abordados os principais temas que prejudicam as escolas, entre eles a demora para o recebimento da verba que auxilia as agremiações.

Haddad se comprometeu a disponibilizar o auxílio até o final de agosto. Este também foi o prazo determinado para que a Liga encaminhe ao prefeito projetos de lei que poderiam contribuir com o Carnaval na cidade.

“Eu sou secretário da gestão Haddad e por esse motivo irei trabalhar para que as necessidades sejam resolvidas até o final dessa gestão”, afirmou o Secretário Municipal de Esportes, Lazer e Recreação de São Paulo, o Sr. Celso Jatene.

Outro assunto abordado foi a Fábrica do Samba. O prefeito explicou que no início do ano o dinheiro do convênio não tinha sido repassado, mas que ele já assinou o repasse de recursos da prefeitura para a obra, que deve ser reiniciada nos próximos dias. Haddad também falou sobre a regulamentação das quadras das escolas de samba:

“Se regularizarmos os locais, nós teremos a possibilidade de cobrar melhores condições quanto à segurança, higiene, ações sociais e planos de trabalhos”.

Estiveram presentes os presidentes das escolas de samba Pérola Negra, Leandro de Itaquera, Nenê de Vila Matilde, X-9 Paulistana, Mancha Verde, Rosas de Ouro, Mocidade Alegre, Dragões da Real e Unidos da Vila Maria.

Fonte: Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo

%d blogueiros gostam disto: