Arquivos do Blog

DICAS – Três Editais – Política Nacional de Cultura Viva

O Ministério da Cultura – por meio de sua Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural – lançou, no dia 2 de julho de 2015, três editais para fomento de iniciativas relacionadas à Política Nacional de Cultura Viva. Ao todo, serão liberados R$ 13,428 milhões, a serem distribuídos entre 210 iniciativas. O edital para pontos de mídia livre conta com a parceria do Ministério das Comunicações e da Secretaria do Audiovisual do MinC. O edital dedicado à cultura indígena tem a parceria da Secretaria do Audiovisual e da Fundação Nacional do Índio (Funai).

"Não são apenas 3 editais. São 3 políticas estruturantes. Queremos começar a trabalhar para quem não for contemplados nos editais. Vamos usar os editais como mapa dos novos movimentos urbanos das periferias e que se articulam das formas mais distintas. Esse Ministério só vai ter sucesso se vocês forem os cogestores da política pública. Além disso lançaremos o Cadastro Nacional de Pontos de Cultura, que é a distribuição do capital simbólico", destacou a secretária da Cidadania e da Diversidade Cultural, Ivana Bentes, abrindo o lançamento do editais.  Fonte: www.facebook.com/cidadaniaediversidade

“Não são apenas 3 editais. São 3 políticas estruturantes. Queremos começar a trabalhar para quem não for contemplados nos editais. Vamos usar os editais como mapa dos novos movimentos urbanos das periferias e que se articulam das formas mais distintas. Esse Ministério só vai ter sucesso se vocês forem os cogestores da política pública. Além disso lançaremos o Cadastro Nacional de Pontos de Cultura, que é a distribuição do capital simbólico”, destacou a secretária da Cidadania e da Diversidade Cultural, Ivana Bentes, abrindo o lançamento do editais. Fonte: http://www.facebook.com/cidadaniaediversidade

A solenidade de lançamento ocorreu na Funarte, em São Paulo e os editais estão disponíveis na edição do Diário Oficial da União do dia 3 de julho de 2015, data de abertura das inscrições.

"Temos a consciência da dimensão política do nosso trabalho. Acredito na Cultura como parte de uma construção de um outro Brasil. Não queremos fazer só o que já fizemos com os Pontos de Cultura, queremos fazer muito mais. Cultura é direito, assim como comida e educação. Este Ministério só se justifica se participar do processo de empoderamento do povo brasileiro". Falou o ministro da Cultura, Juca Ferreira. Fonte: www.facebook.com/cidadaniaediversidade

“Temos a consciência da dimensão política do nosso trabalho. Acredito na Cultura como parte de uma construção de um outro Brasil. Não queremos fazer só o que já fizemos com os Pontos de Cultura, queremos fazer muito mais. Cultura é direito, assim como comida e educação. Este Ministério só se justifica se participar do processo de empoderamento do povo brasileiro”. Falou o ministro da Cultura, Juca Ferreira. Fonte: http://www.facebook.com/cidadaniaediversidade

Veja abaixo os detalhes de cada edital.

Edital Pontos de Mídia Livre

Edital Pontos de Cultura Indígena

Cultura de Redes – Fortalecimento de Redes Culturais do Brasil

Fonte: http://www.cultura.gov.br/editais2015

Anúncios

Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo promove 2º Seminário de Carnaval de Rua

IIseminario de rua

Secretaria Municipal de Cultura promove 2º Seminário de Carnaval de Rua

Evento dá o pontapé inicial aos preparativos para o Carnaval de Rua de 2015. Diversos assuntos serão abordados ao longo de três dias de mesas temáticas: políticas públicas para o Carnaval, sua dimensão cultural, balanço do primeiro ano do evento com apoio da Prefeitura de São Paulo, entre outros

Os preparativos para o Carnaval de Rua de São Paulo já começaram. Na próxima semana, entre 2 e 4 de setembro, a Secretaria Municipal de Cultura da Prefeitura de São Paulo realiza o II Seminário de Carnaval de Rua. O evento será realizado no Centro Cultural São Paulo, na Rua Vergueiro, nº 1000, na Sala Jardel Filho.


+ Inscreva-se
+ Confira a programação completa

 

Em sua segunda edição, o evento reforça o caráter de fórum aberto para a construção compartilhada da política pública para o evento.

Nos três dias de seminário, a Secretaria de Cultura, coordenadora do Grupo de Trabalho Intersecretarial, media o diálogo entre blocos, associações de moradores, conselhos municipais de segurança, empresas e órgãos públicos. Além disso, recebe a apresentação de experiências e casos exemplares de gestão dos grandes carnavais de rua em outras cidades brasileiras, como São Luis do Paraitinga, no interior de São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Recife e também do exterior, como Cherice Harrison, organizadora do renomado Mardi Gras, o carnaval de Nova Orleans, EUA, além de representantes de Barranquilla, na Colômbia e da ilha de Barbados, na América Central.

Por meio de palestras e mesas redondas serão discutidos temas como as dimensões culturais do evento, as relações da festa com a comunidade, territorialidade e gestão e os negócios do Carnaval. O Balanço do Carnaval de Rua de 2014 contará com a presença do prefeito Fernando Haddad, o Secretário Municipal da Cultura, Juca Ferreira, e o Secretário Municipal de Turismo do Rio de Janeiro, Antonio Pedro Viegas Figueira de Mello, entre outras autoridades do Carnaval brasileiro, e da área de turismo do país.

Fonte: 
%d blogueiros gostam disto: